Estadão: Twitter acirra intrigas políticas

Publicado por Assessoria de Imprensa | Categoria(s): Brasil, Eleições, política | Em: 04-07-2010

O Twitter assumiu papel de protagonista nestas eleições antes mesmo de a campanha começar. ..

Hoje, são muitos os políticos com perfil no site. Vão de deputados e senadores aos candidatos à Presidência, passando por lideranças partidárias. E o que surgiu como ferramenta de campanha transformou-se em hábito. “Já há algum tempo tento ser mais jovem e faço esforço para participar dessas redes”, conta o presidente do PPS, Roberto Freire (@freire_roberto, 3.475 seguidores), um dos mais ativos no Twitter. “Às vezes eu tenho de tomar um certo cuidado para não virar a noite, porque você fica lendo e perde a noção.”

Freire já atuou em algumas das polêmicas do Twitter. Durante a semana, chegou a ter uma breve discussão com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (@paulo_bernardo, 5.847 seguidores), sobre o crescimento econômico do País. “Mas o Paulo Bernardo é um petista democrático, é bom discutir com ele”, minimiza Freire, acrescentando que já teve de bloquear alguns usuários “com quem não há a menor condição de interagir”….

…Notívagos. O horário de maior atividade dos políticos tuiteiros é à noite, depois das 21 horas. Já se tornou tradição, às vésperas da divulgação de nova pesquisa eleitoral, políticos passarem madrugadas estimando os resultados. Com a velocidade típica da rede, com frequência notícias falsas ganham destaque. “Aquilo tem uma velocidade muito grande, é uma Babel”, opina Freire.

Trechos do texto de Lucas de Abreu Maia.  Leia a matéria completa no http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100704/not_imp576134,0.php

Comente