Correio Popular: Alckmin anda pelo Centro ao lado de Quércia e Roberto Freire

Publicado por Assessoria de Imprensa | Categoria(s): Brasil, Eleições, política | Em: 06-07-2010

O candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, dá início hoje à sua campanha com uma caminhada pelo Centro de Campinas. Com o objetivo de afastar a possibilidade de crescimento do seu principal concorrente, o senador licenciado Aloizio Mercadante (PT), Alckmin vem à cidade pela segunda vez em menos de 11 dias para tentar conquistar a preferência do eleitorado campineiro. Já Mercadante inicia a campanha com uma caminhada pela Capital paulista.

Ao lado de apoiadores como o presidente estadual do PMDB e candidato ao Senado, Orestes Quércia, e o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, além de lideranças tucanas da cidade, o candidato dará partida do Largo do Rosário e deve caminhar pelas principais ruas da cidade cumprimentando eleitores. Oficialmente, todas as campanhas começam hoje, inclusive, com autorização para uso de carros de som e realização de comícios.

Campinas tem o terceiro maior colégio eleitoral do Estado, com 761.730 eleitores, e deve ser passagem obrigatória dos principais candidatos. No caso de Alckmin, antecipando-se a um possível apoio do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) ao candidato petista, o tucano deve centralizar forças nas propostas para a cidade, principalmente em
relação ao desenvolvimento da economia e melhoria da infraestrutura.

Segundo o deputado e ex-secretário estadual de Gestão Pública, Sidney Beraldo (PSDB), a escolha de iniciar a campanha por Campinas se deu pela importância da região no cenário estadual. “Campinas sintetiza
todo o Interior de São Paulo. Tem uma economia forte, uma alta densidade eleitoral, ensino e educação de qualidade, além de pesquisa e desenvolvimento tecnológico”, disse Beraldo, um dos coordenadores da campanha de Alckmin.

Aliado ao PMDB, DEM, PSC, PPS, PHS e PMN, o tucano deve gastar cerca de R$ 58 milhões na campanha, conforme declaração protocolada ontem no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). “Nossa expectativa é boa. Temos um bom tempo de TV e o apoio de 450 prefeitos e 3,7 mil vereadores em todo o Estado”, disse o coordenador de campanha.

A intenção dos tucanos ainda é conquistar o apoio da maioria absoluta dos prefeitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC). Segundo reportagem publicada anteontem pelo Correio, dos 19 prefeitos da região, sete apoiam a candidatura de Alckmin, contra cinco de Mercadante. “Temos a chance de ganhar mais quatro apoios na região
metropolitana e vamos conquistar isso”, disse Beraldo.

Campanha

Passadas as convenções e os debates pré-campanha, e já sem a “concorrência” da Copa do Mundo, da qual o Brasil foi eliminado na semana passada, começam oficialmente hoje as campanhas dos candidatos à Presidência, governo do Estado, deputado federal e estadual. A partir de hoje fica autorizada a propaganda eleitoral em meios impressos, em alto-falantes, e amplificadores de som nas sedes dos partidos, em veículos e comícios.

No entanto, há uma série de restrições, que impedem agentes públicos de contratar, candidatos de participar de inaugurações de obras públicas e propaganda política em meios de comunicação. Fica vetado contratar shows artísticos e a transferência voluntária de recursos da União para os estados e municípios e dos estados para as prefeituras.

Texto de Venceslau Borlina Filho – DA AGÊNCIA ANHANGUERA

Comente