Seg, 02 de Abril de 2018 10:07
Dar nota para esse item
(0 votos)

Freire participa de ato público de filiação de Marcelo Calero e Paulo Gontijo ao PPS

O ex-ministro da Cultura assinou sua ficha de filiação ao partido no último Congresso Nacional da legenda O ex-ministro da Cultura assinou sua ficha de filiação ao partido no último Congresso Nacional da legenda Foto: Fábio Matos

Por: Assessoria do PPS

 

O diplomata e ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, e o empresário e publicitário, Paulo Gontijo, filiam-se ao PPS (Partido Popular Socialista) no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (2).

 

O ato público de filiação será às 19h, no Hotel Copacabana Praia Hotel (Rua Francisco Otaviano, 38 – Copacabana), e contará com a presença do presidente do PPS, deputado federal Roberto Freire (SP); do presidente do PPS do Rio de Janeiro, deputado estadual Comte Bittencourt; e da ex-deputada federal do partido, Denise Frossard.

 

A filiação das lideranças da sociedade faz parte da integração do partido com os movimentos de renovação política Agora! e Livres, dos quais ambos são integrantes. Gontijo é presidente do Livres, que hoje é a única força liberal por inteiro no País, na economia e nos costumes. O Agora! reúne mais de 100 especialistas em políticas públicas, que constroem uma agenda de propostas para o País.

 

“É motivo de muita satisfação as filiações e demonstração concreta daquilo que pretendemos, que é a integração dos movimentos com a sociedade e, quem sabe, construindo algo efetivamente com as pessoas dizendo: ‘esses me representam’”, disse Freire, ao reafirmar o compromisso da legenda com a consolidação de uma nova formação política no Brasil.

 

Comte Bittercourt disse que Gontijo e Calero representam “grupos da sociedade dispostos a ajudar nas grandes mudanças necessárias” do quadro político atual. “O ingresso deles no PPS só confirma o compromisso que o partido tem na sua história com as mudanças que o País precisa”, ressaltou.

 

Combate à corrupção

 

O diplomata Marcelo Calero destacou pesquisa divulgada recentemente pelo Agora! que mostrou que metade dos brasileiros apontou que a prioridade número um do próximo presidente deve ser o combate à corrupção. “O compromisso inegociável com a ética deve ser a prioridade dos atuais, dos próximos e de todos representantes políticos. Para renovarmos a política, precisamos participar dela. E os movimentos junto com o PPS dão um grande passo nesse sentido”, completou Calero.

 

Paulo Gontijo disse que vários motivos o fizeram optar pelo PPS. “O partido tem um histórico de orientação liberal de bancada, está se aproximando dos movimentos de renovação política, é democrático e tem posições firmes em questões fundamentais e essenciais ao País”.

 

  • Gostou? Compartilhe com seus seguidores!

  • voltar ao topo